Unicafes Rio Grande do Sul marca presença na Expointer
08 de setembro de 2022

Durante exposição no espaço Campo em Debate, na Expointer, em Esteio (RS), de 07 de agosto a 04 de setembro, representante da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), braço institucional da ONU, a Organização das Nações Unidas, destacou a pujança da Agricultura Familiar num mundo que precisa estar alerta ao descaso com a natureza.

 

“É uma Agricultura Familiar que está se articulando com o meio ambiente, mas também com o mercado. É oportunidade de negócio também. Para vender um vinho, um suco orgânico, numa sociedade que se organiza em cidades e está atenta às mudanças climáticas, o produtor não vai ter mercado, pois a clientela não vai mais aceitar as formas de produção que degradam o ambiente”, alerta Luiz Beduschi, integrante da FAO.

 

O presidente da Unicafes-RS, Gervásio Plucinski, participou da reunião. "A década comemorativa estabelecida pela ONU, ao destacar a Agricultura Familiar, coloca em destaque mundial o setor, seus produtos e suas formas de produção, e que tem nas cooperativas um importante parceiro”, enfatiza Plucinski.

 

Cadeia leiteira

Motivações para o desenvolvimento da atividade leiteira, renda e alternativas de produção foram alguns dos tópicos abordados em painel sobre o leite, durante a Expointer 2022, em Esteio (RS).

 

O painelista e agrônomo José Tobias Marks Machado, formado pela UFFS de Cerro Largo, elencou estatísticas de uma pesquisa acadêmica que revela o contingente de 80% de estabelecimentos de produção de leite contemplados por até três pessoas na formação da equipe de trabalho - geralmente membros de uma mesma família. Em 92% dos casos, a mulher agricultura está presente no processo de ordenha. 

 

Dados relacionados ao rebanho apontam para um montante aproximado de 50% no custo de produção apenas com a alimentação dos animais. A dificuldade na obtenção de um sucessor, para continuidade da atividade, é apontada por 68% das famílias produtoras gaúchas do setor. Já a disponibilidade em encontrar mão de obra chega a 48% de grau de dificuldade. “São temas relevantes para análise de cooperativas e agricultores ao projetar o futuro da cadeia leiteira”, reforça Machado.

 

Confira no vídeo um resumo da participação da Unicafes RS na Expointer!

 

Texto e fotos: José Zanandréa/Unicafes RS

 
2022 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual