Trabalho de comunicação popular de jovem mineiro dá voz a agricultores familiares e torna-os protagonistas de suas histórias
24 de agosto de 2021

Ao mesmo tempo em que é o ator principal, Valdir Dias, 24 anos, também dá voz e torna agricultores familiares protagonistas de suas histórias. Filho do campo, da comunidade Água Boa II, zona de amortecimento da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Nascentes Geraizeiras, de Rio Pardo de Minas, Minas Gerais, e licenciado em Educação do Campo na área de Ciências da Natureza pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), através da comunicação popular o jovem tem trabalhado para mostrar e fomentar a identidade cultural dos agricultores.

 

A história começou há cinco anos, quando foi estagiário na RDS e participou de um curso de formação de jovens no Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas (CAA-NM). Lá conheceu o fotógrafo documentarista, João Roberto Ripper, que trabalha com comunidades tradicionais e passou a realizar oficinas de comunicação popular para despertar este público, principalmente os jovens, para a importância e valorização da agricultura familiar, extrativismo, território, entre outros assuntos do setor.  

 

Atualmente, além das formações, Dias produz conteúdos multimídias (textos, fotos, vídeos) para as redes sociais da Cooperativa de Agricultores Familiares Agroextrativistas de Água Boa II (Coopaab), RDS, CAA/NM, bem como, está engajado em diversos movimentos e ações que impulsionam o processo de construção do cooperativismo.

 

 “Acredito no poder da comunicação popular, de valorizar, dar voz e lugar aos agricultores. Nosso papel é lutar por justiça, igualdade, reivindicar direitos e também mostrar o lado bom das histórias. Mesmo, muitas vezes, não passando por uma ‘academia’, o agricultor é doutor em conhecimento e a sociedade tem muito a aprender com suas vivências”, ressalta.

 

O jovem comunicador observa que é necessário romper com o estereótipo criado pela grande mídia, em que valoriza, na maioria das vezes, mais o agronegócio. “É preciso contar essa história de dentro para fora, sob as lentes de quem faz a agricultura, é preciso dar voz ao homem do campo, mostrar seus valores, sua identidade, o que carregam dentro de si. A sociedade precisa olhar com mais carinho para estes filhos da terra, e para mim, comungar destas ideias e contribuir para elevar esse modo de vida é um sentimento inexplicável, de muita gratidão e confiança”, destaca.

 

Para saber mais sobre a história de Valdir Dias, escute o podcast:

https://anchor.fm/unnicafes-nacional/episodes/Pecsol-Jovem---Histria-de-Valdir-Dias-e16bf5l

 

Texto: Texto: Daiane Benso/Ascom Unicafes Nacional
Foto: Arquivo pessoal

 
2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual