Secretaria de Comercialização da Unicafes é parceira do Programa Brasil Mais Cooperativo
03 de novembro de 2022

Cerca de 800 pessoas, de 24 municípios, associadas a 16 empreendimentos cooperativistas do estado do Amazonas participam do Programa Brasil Mais Cooperativo, projeto este que conta com a parceria da Secretaria de Comercialização da Unicafes no Curso de Formação de Agentes de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater).

 

O projeto, executado pelo Instituto de Estudos e Assessoria ao Desenvolvimento (Ceades), de Chapecó (SC), iniciou em dezembro de 2021 e tem previsão de término em dezembro de 2022.

 

Seu objetivo, de maneira geral, é sensibilizar os agentes e instituições públicas para que comprem produtos da agricultura familiar, auxiliando na elaboração de editais do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Programa Alimenta Brasil (PAB), bem como, preparar às cooperativas para que atendam às necessidades de produção das organizações públicas são alguns dos principais objetivos do programa.

 

No Curso de Formação dos Agentes, que foi realizado virtualmente, foram abordados temas como, a Lei Geral de Proteção Dados; Mercados para a Agricultura Familiar: PNAE/ PAB/ DAP/ CAF; Mercado privado; Selo Nacional da Agricultura Familiar; Sistemas de Inspeção Sanitária (SDA) e Educação Financeira.

 

O secretário de Comercialização da Unicafes, Sandro Souza, um dos coordenadores do projeto, ressalta que esta é mais uma estratégia para se aproximar das distintas realidades nacionais cooperativistas, visando a intercooperação, articulação e elaboração de plano de ações e de negócios das cooperativas. 

 

O gerente de Qualidade do Ceades, no projeto, Colmar Domingues, destaca que fortalecer o cooperativismo nos mercados institucionais é a meta principal. Para ele, busca-se que as cooperativas estejam aptas a comercialização para serem uma organização mais sistemática.

 

Técnica em agropecuária, Elisangela Souza Silva de Lima trabalha diretamente com os atores sociais do projeto e afirma que é maravilhoso trabalhar com o que se gosta e ajudar pessoas. “Aqui no Amazonas é muito difícil, pois às localidades são muito distantes e maioria do deslocamento precisa ser fluvial. Assim, sinto que contribuo com este público para que deem mais importância para o fortalecimento destes empreendimentos”, salienta.

 

Texto: Daiane Benso – Ascom Unicafes Nacional
Fotos: Arquivo pessoal

 

 
2022 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual