Mulheres da Unicafes participam de programa de formação organizado pela Rede Latino-Americana de Mulheres e Economia Social Solidária
18 de agosto de 2021

Mais de 200 mulheres do Brasil, inclusive lideranças cooperativistas da União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes) e da União Nacional das Organizações Cooperativistas Solidárias (Unicopas) estão participando do Curso de Formação “Governança e Desenvolvimento Integral de Organizações com Perspectiva de Gênero”, promovido pela Rede Latino-Americana de Mulheres na Economia Social e Solidária.

 

O curso de formação que iniciou no dia 09 de agosto e segue até o dia 25 de outubro, se efetiva por meio de encontros virtuais semanais, que reúne mulheres de diferentes organizações, entidades, instituições e movimentos de mulheres, tendo como foco “Mulheres e o Cooperativismo Popular na Perspectiva da Economia Social Solidária”. Fazem parte da Rede de Mulheres: Brasil, Uruguai, Bolívia, Peru, Chile, Equador, Colômbia, México, Costa Rica e Argentina.

 

O objetivo da Rede Latino-Americana é promover a integração regional para combater as desigualdades, em particular as desigualdades de gênero, além de tornar visível, fortalecer e defender a economia social e solidária como ferramenta e projeto histórico, pedagógico, político e econômico.

 

O primeiro encontro aconteceu em 09 de agosto, sob a coordenação da Argentina e  contou com a explanação da professora do Instituto Universitario de La Cooperación, Violeta Boronat Pont, que abordou o tema “Gênero, Trabalho e Organizações da Economia Social e Solidária”. Já o segundo foi no dia 16 de agosto, sob a coordenação do Brasil e teve a contribuição da professora da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Naira Estela Roesler, que falou sobre “Relações Sociais de Gênero, Classe e Etnia na Perspectiva da Economia Solidária”. Neste encontro, além dos países integrantes da Rede Latino-Americana de Mulheres, participaram Honduras, Panamá, Venezuela e Estados Unidos.

 

Sirlei Gaspareto, uma das coordenadoras da Rede pelo Brasil, ressalta que esta Rede, lançada em 26 de outubro de 2020, por videoconferência, colocou inicialmente duas metas para 2021: “realizar uma formação com certificação universitária sobre liderança, gestão colaborativa, governança, com perspectiva de gênero, válida para todos os países integrantes da Rede, sendo que este curso é resultado desse processo” e a “construção de estatísticas sobre a participação das mulheres nos espaços de decisão nos países que integram a Rede, além de fazer um levantamento das Redes existentes, para futuras articulações”.

 

Sirlei salienta ainda que, por meio desse Programa de Formação busca-se “construir um espaço de troca de experiências, projetos e trabalhos das mulheres;  promover instâncias de investigação, educação e formação para o exercício da liderança e atuação nos espaços de decisão;  acompanhar iniciativas que visem influenciar a legislação e as políticas públicas de defesa e promoção da economia social e solidária;  articular ações com outras redes de mulheres de outras regiões, entre outros aspectos”.

 

Para a secretária de Mulheres da Unicafes Nacional, Sandra Nespolo Bergamin, é fundamental que as mulheres do Sistema Unicafes e Unicopas participem desta formação, pois a partir da mesma os “saberes serão compartilhados para a construção do conhecimento, o que auxiliará de maneira positiva às mulheres a superarem os desafios do cotidiano, rearticulando o processo organizacional de suas cooperativas e fortalecendo cada vez mais a participação do público feminino em todos os espaços do cooperativismo solidário”.

 

Texto: Daiane Benso/Ascom Unicafes Nacional
Fotos: Divulgação

 
2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual