Guia Completo sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)
09 de novembro de 2021

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são importantes para fortalecer a cultura da sustentabilidade ambiental e social nos governos, empresas e também organizações da sociedade civil.  Com o objetivo de fomentar essa temática e conscientizar às cooperativas da relevância dos ODS para a humanidade, a Unicafes Nacional convidou a professora Dra. Bárbara Galleli, coordenadora do Programa de Pós-graduação em Administração - PPGADM / UFPR, para falar sobre o assunto, e explicar de maneira simples e eficaz o seu valor para o cooperativismo da Agricultura Familiar.

 

Boa leitura e nossa gratidão à professora Bárbara pela importante contribuição!

 

1)     O que são ODS?

ODS é a sigla para Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que fazem parte da Agenda 2030, proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU), e adotada pelos seus 193 Estados Membros, em 2015. A Agenda 2030 consiste em um plano de ação universal, que abrange o desenvolvimento econômico, a erradicação da pobreza, da miséria e da fome, a inclusão social, a sustentabilidade ambiental e a boa governança em todos os níveis, incluindo paz e segurança. O plano indica 17 ODS, e 169 metas, para cumprimento até 2030. Importante destacar que os 17 Objetivos são integrados e indivisíveis, e mesclam, de forma equilibrada, as dimensões econômica, social e ambiental.

 

2)   Por que surgiram?

Os ODS dão continuidade à Agenda de Desenvolvimento do Milênio (2000-2015), que tinha por foco os 8 Objetivos do Milênio (ODM) e ampliam seu escopo. Os oito ODMs representaram o primeiro arcabouço global de políticas para o desenvolvimento e contribuíram para orientar a ação dos governos nos níveis internacional, nacional e local por 15 anos. Seu principal foco era combater a pobreza em suas várias manifestações e demais privações, tornando o tema uma prioridade na agenda internacional de desenvolvimento. Para a perspectiva pós-2015, era necessária uma nova agenda de desenvolvimento, foi então que a Agenda 2030 começou a ser estruturada.

 

3)    Quais os objetivos dos ODS?

Os 17 ODS e suas respectivas metas podem ser encarados como um guia, orientações, iniciativas a serem adotadas pelos governos, a sociedade civil, o setor privado e todos cidadãos. Com o horizonte da Agenda 2030, os ODS e suas metas tem por intuito estimular e apoiar ações em áreas de importância crucial para a humanidade: Pessoas, Planeta, Prosperidade, Paz e Parcerias.

 

4)   Qual a importância dos ODS?

Justamente por envolver diversos atores da sociedade em uma jornada coletiva e por concatenar iniciativas em 17 grandes blocos, os ODS podem representar um grande norteador para a mudança em direção ao desenvolvimento sustentável. Especialmente diante de um cenário de crise, como o que enfrentamos com a pandemia do novo coronavírus, na Agenda 2030 podem estar as orientações para o resgate do desenvolvimento social, da prosperidade econômica e da preservação ambiental.

 

5)   De que maneira as cooperativas de Agricultura Familiar trabalham hoje os ODS?

Pela sua natureza e atividade inerentes, as cooperativas de agricultura familiar sem dúvidas já contribuem diretamente para os ODS 2 - Fome zero e Agricultura Sustentável. ODS 1 - Erradicação da pobreza e ODS 8 - Trabalho decente e crescimento econômico. É necessário reconhecer, inclusive, que grande parte das metas brasileiras para a Agenda 2030 no ODS 2 só serão alcançadas - ou pelo menos chegaremos perto disso - com a contribuição das cooperativas de agricultura familiar.

 

6) Como é possível potencializar a divulgação de ODS nas organizações cooperativistas?

Primeiramente com um trabalho de educação e conscientização sobre os ODS. Da mesma forma, iniciativas como esta de divulgação podem ser mais frequentes, em fóruns diferentes. Outras possibilidades estão na estruturação da contribuição das cooperativas para os ODS com planejamentos e ações coordenadas, cujos resultados, obtidos por meio de indicadores, sejam então posteriormente divulgados em relatórios e informativos específicos para a comunidade e demais partes interessadas.

 

7)     Como você avalia que os ODS estão sendo trabalhados atualmente no cooperativismo?

O cooperativismo tem já em seus princípios uma fundamentação totalmente receptiva e alinhada aos ODS, o que é muito positivo. No entanto, no Brasil, ainda existe muito espaço para que o movimento assuma seu protagonismo e papel de relevância no debate da Agenda 2030.

 

8)     O que precisa melhorar?

Vejo que o planejamento e a estruturação de ações pode ajudar a potencializar a contribuição do cooperativismo para o cumprimento do ODS. Iniciativas coordenadas não só internamente, mas também com instituições de interesse - governos, organizações do terceiro setor, empresas, comunidades - podem escalonar e aprimorar o que já é feito, além de abrir oportunidades e fronteiras para novas contribuições.

 

9)   Pelo que você conhece da Unicafes, qual sua avaliação de como a Instituição fomenta os ODS?

Acredito que como importante órgão de capacitação e representatividade no Brasil, a Unicafes pode fomentar os ODS fortalecendo instituições (ODS 16), concretizando parcerias (ODS 17), além de promover a inclusão socioeconômica (ODS 1 e ODS 8) e a igualdade de gênero (ODS 5).

 

10) Como a Unicafes pode ser agente de fortalecimento desta temática?

Nesse momento, avalio que o principal papel da Unicafes reside na disseminação e incentivo da adoção da Agenda 2030 de forma sistemática no cooperativismo familiar. Por outro lado, é papel da Unicafes também assumir a Agenda 2030 como parte de seu planejamento estratégico, objetivos e metas. Novamente, como relevante órgão de representatividade, é fundamental que o fortalecimento da rede parta de um agente também fortalecido nesse sentido.

 

11)  Quais ferramentas ou estratégias são urgentes para mobilizarmos mais e tornamos a discussão mais ampla?

Por parte da Unicafes em si, os ODS precisam fazer parte do planejamento estratégico, refletir em suas ações e resultados. Em relação as iniciativas voltadas ao seu público, avalio que capacitações com oficinas temáticas e aplicadas com os cooperados, disseminação em massa do conhecimento e das ferramentas que podem ser utilizadas por todos estão entre as ações mais urgentes.

 

 
2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual