Cooperativa de Agricultura Familiar do Alagoas incentiva produção de coco
12 de March de 2021

A Cooperativa dos Agricultores Familiares e dos Empreendimentos Solidários (Coopaiba), com sede em Piaçabuçu, no Estado de Alagoas, associada à União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), tem realizado um trabalho diferenciado em prol da geração de renda com a cultura do coco.

 

A exploração fora do modelo convencional, através do fornecimento de 64 mil toneladas de óleo de coco bruto para empresas de biodiesel habilitadas no Selo Biocombustível Social, ajudou na recuperação de 400 hectares fragilizados pela seca de 2015. De acordo com o presidente da Coopaiba e diretor financeiro da Unicafes Nacional, Antonino Cardoso, foram replantados 68 mil coqueirais nas regiões de Piaçabuçu, Feliz Deserto e Igreja, o que impactou na geração de renda de 1.200 produtores.

 

“A Coopaiba passou a brigar por competitividade e incentivos fiscais para a atividade. O produtor alagoano passou a ser mais competitivo frente ao produto internacional. Essa retomada foi possível graças a essa política, a implantação da cultura do replantio e à essa estruturação do setor, com medidas sustentáveis para o produtor e para a indústria”, comenta.

 

Cardoso conta que em 2015 iniciou o processo de verticalização com foco no replantio e na melhoria da capacidade produtiva desses agricultores. “Estamos conectando a nossa atividade à política de descarbonização. Muitos produtores abandonaram o extrativismo e passaram a obter renda a partir da produção de coco com a assistência técnica e investimento em mudas com capacidade de maior produção”, salienta.

 

Saiba mais

O Selo Combustível Social é um componente de identificação, concedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento aos produtores de biodiesel que cumprem os critérios descritos na Portaria Nº 144, de 22 de julho de 2019. O Selo confere ao seu possuidor o caráter de promotor de inclusão produtiva dos agricultores familiares enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).   A concessão do direito de uso do Selo permite ao produtor de biodiesel ter acesso às alíquotas de PIS/Pasep e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) com coeficientes de redução diferenciados para o biodiesel, que variam de acordo com a matéria-prima adquirida e região da aquisição.   

 

Texto: Daiane Benso/Ascom Unicafes Nacional
Fotos: Coopaiba/ Divulgação

 

Fonte: UNICAFES
 
2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual