Aula Magna marca início do Curso de Gestão e Governança do Cooperativismo da Agricultura Familiar e Economia Solidária
02 de julho de 2021

Uma Aula Magna deu início, nesta sexta-feira (02), à 2ª edição do Curso de Gestão e Governança do Cooperativismo da Agricultura Familiar e Economia Solidária, promovido pela União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes) e Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), em parceria com a Universidade de Brasília (UnB) e Confederação das Organizações de Produtores Familiares do Mercosul Ampliado (Coprofam). Cerca de 300 pessoas, homens e mulheres, de vários estados brasileiros, participarão da formação.  

 

O curso tem o objetivo de ampliar ações formativas e educativas dos associados das cooperativas de agricultura familiar, fortalecendo os processos organizacionais, de gestão e governança, para ampliar as possibilidades de organização produtiva e geração de trabalho e renda. Baseada na estratégia do Programa de Educação do Cooperativismo Solidário (Pecsol), a formação será realizada no ambiente virtual da Unicafes, na plataforma do Infocos Agriagência, com carga horária de 120h, com certificação pela UnB.

 

Além dos alunos, importantes nomes do cooperativismo e das instituições parceiras participaram da Aula Magna, que contou com depoimentos motivadores de ex-alunos e demais lideranças que realizaram o 1º Curso de Gestão e Governança e também de um cordel sobre o cooperativismo da agricultura familiar.

 

O presidente da Unicafes Nacional, Vanderley Ziger, destacou que o curso é mais uma ação destas importantes organizações que fazem o cooperativismo. “Estamos construindo algo inédito, que vem se consolidando no formato de educação a distância, demonstrando na prática o trabalho de parceria que promove a troca de saberes e experiências”, ressaltou.

 

Para o presidente da Coprofam, vice-presidente da Contag e do Fórum Rural Mundial, Alberto Broch, este momento é histórico. “Para nós é um orgulho apoiar a formação, que coroa o nosso cooperativismo”. O professor Mario Ávila, do Centro de Gestão e Inovação da Agricultura Familiar da UnB, afirmou que é responsabilidade da universidade contribuir com o desenvolvimento das pessoas, salientando que a UnB aprende muito mais do que ensina com os educandos.

 

Diretor do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida) para o Brasil, Claus Reiner frisou a necessidade do trabalho em conjunto para oportunizar aos agricultores a possibilidade de ampliar suas capacidades e conhecimentos. O diretor de Formação da Unicafes Nacional, Antônio Moreira Filho, disse que a 2ª edição do curso é inovadora, com uma plataforma mais ágil e versátil, que contempla todos os públicos. “Estamos trabalhando para aperfeiçoar cada vez mais nossas formações, qualificando ainda mais nossos cooperados e organizações”.

 

Na sequência da Aula Magna, o professor João Cláudio Tupinambá Arroyo, pesquisador em Economia Solidária, da Universidade Federal do Pará, falou sobre a importância do cooperativismo e do associativismo da agricultura familiar, de se construir hegemonia cultural e comercial. “É preciso que revolucionemos a nós mesmos, compartilhando sonhos, desconstruir para reconstruir. Nos assumirmos como sujeitos, sermos protagonistas da nossa própria vida”, enfatizou.

 

Também participaram da Aula Magna: Fátima Almada, representante do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (Iica); Vânia Marques Pinto, da Secretaria de Política Agrícola da Contag e Luiz Vicente Facco, da assessoria da Contag.

 

Para conferir, na íntegra, como foi a Aula Magna, acesse:
 

 

Para conferir o Cordel, escrito por Mailson Bezerra, agricultor familiar, leia abaixo:

Cordel cooperativismo

A vida do povo do campo
Tem muito o que melhorar
Precisamos de mais apoio
Pra nossa terra plantar
A nossa parte fazemos
E não podemos parar
E se o governo não ajuda
Essa história só muda
Se a gente se organizar

 

Um cipó se for sozinho
É muito fácil quebrar
Agora imagina aí
Se 20 ou 30 juntar
Pode é botar pressão
Que a força da união
Não deixa nem envergar

 

Somos muitos e mesmo assim
Trabalhamos separados
Por mais que cada um faça
Se não tivermos ligados
A força vai se perdendo
E o povo vai vivendo
Uns dos outros isolados

 

Mais tem uma solução
Faço questão de falar
Através da união
Se junto a gente lutar
A coisa fica melhor
E o jeito é um só
Basta a gente cooperar

 

Pois de forma cooperada
Tudo vai facilitar
A adesão é voluntária
Tu pode participar
Com democracia na gestão
A sua opinião
Sempre muito vai contar

 

Os frutos desse trabalho
Por todos serão colhidos
Com a participação econômica
Os lucros são divididos
E na boa convivência
Com autonomia e independência
Os objetivos atingidos

 

Pois uma cooperativa
Investe na formação
Pois todos que fazem parte
Precisão de informação
E pro mundo transformar
Precisamos começar
Sempre pela educação
Cada um faz sua parte
O cooperativismo é a arte
Da intercooperação

 

O desenvolvimento só vem
Se junto a gente lutar
E sim a cooperativ
É um marco popular
Pra nossa sociedade
O interesse na comunidade
Nunca pode nos faltar
Pois de forma coletiva
Se manterá sempre viva
A agricultura familiar

 

Em tempos tão desafiadores
Que nos pede paciência
Juntos nós superaremos
Mostrando resiliência
Agradecemos a Deus
Também a nossa ciência
Fisicamente separados
Mais em grupos cooperados
Nós seremos resistência

 

Agradeço a contag
Pelo espaço ofertado
Já tô quase terminando
Esse meu breve recado
Pois somente na união
E que essa nossa nação
Terá o rumo desejado
Cooperando e evoluindo
O Brasil reconstruindo
Todos nós lado a lado.

 

Finalizo agradecendo
Sigamos juntos na ativa
Trabalhando e sempre lutando
Mantendo a terra viva
Por tanto vamos somar
Fortalecer e prosperar
Através da cooperativa

 

Texto: Daiane Benso – Ascom Unicafes Nacional
Foto: Divulgação

 
2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual