Agroecologia ressignifica vida de jovem agricultor familiar de Rondônia
13 de outubro de 2021

“Plantar sem matar para comer sem morrer”. É com essa frase que Gleisson Junior Pires Martins, jovem agricultor familiar de Cacoal, Rondônia, define o que representa a agroecologia para sua vida. Há mais de dez anos, incentivados por vizinhos, a família migrou da produção convencional de café para a agroecologia. Atualmente, produzem mais de 50 tipos diferentes de frutas e verduras, e transformaram essa prática, além do trabalho, como um modo de vida.

 

Com apenas 24 anos, Martins é o líder da família nos negócios. Sua busca por conhecimento na área e a coragem de arriscar um novo modelo de produção foram essenciais para o sucesso da propriedade, que é responsável por alimentar alunos de escolas, através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional da Alimentação Escolar (Pnae), entidades carentes e também a população em geral, por meio da comercialização em feiras.

 

Para o jovem, mudar a maneira de cultivar, passando de insumos químicos e agrotóxicos para a compostagem foi ressignificar o trabalho da agricultura. Sem saber as técnicas e com pouca infraestrutura, gradativamente foram aprendendo, e com a troca de experiências e capacitações, investindo e aprimorando a produção.

 

“Sair de um processo convencional para outro que, na época, pouco se conhecia, nos deu muito medo. Mas fomos trabalhando e percebendo a evolução, tendo mais ganho econômico e sustentabilidade. Para mim, a agroecologia é magnífica, é uma filosofia diferente e retrata como acho que a vida deve ser. Poderiam me oferecer qualquer trabalho, mas é assim que sou feliz”, ressalta.

 

Preponderante durante os últimos dez anos, Martins considera que a troca de experiências dos participantes do Bem Viver, de Cacoal, grupo focado na prática agroecológica, foram fundamentais para vencer os desafios e continuam sendo inspiração para manter em equilíbrio a produção. “O ecossistema está todo interligado, por isso, compartilhar o que estamos fazendo na nossa propriedade e aprender sobre novas técnicas, tecnologias e manejo, são essenciais para continuarmos esse projeto, que é a nossa dinâmica de vida com a natureza”, salienta.

 

Para saber mais sobre a produção agroecológica da família de Gleisson Junior Pires Martins, escute o podcast:

 

Texto: Texto: Daiane Benso/Ascom Unicafes Nacional
Foto: Arquivo pessoal

 
2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual