“A beleza do cooperativismo: tornar as pessoas humanas e dar oportunidades", diz jovem mulher, líder do cooperativismo em Alagoas
02 de agosto de 2021

A coragem em assumir sua identidade e desmistificar conceitos deu um novo significado à vida de Fabiana Maria da Costa, 32 anos, moradora de Arapiraca, Alagoas. Neta e filha de agricultores familiares, viveu sempre na roça e submersa à preconceitos de que esse modo de vida não era apropriado, até que uma capacitação no Sindicato Rural de sua cidade, em 2012, aprofundou sua percepção e fez entender a importância dessa cadeia produtiva para a sobrevivência da sociedade.

 

Atualmente, Fabiana está engajada em diversas frentes da agricultura familiar e trabalha em projetos para inserção de mulheres e jovens em espaços cooperativos. Além de participar do Movimento Internacional da Juventude Rural, é coordenadora da Cooperativa dos Produtores Rurais de Arapiraca (Cooperal) e do Sindicato Rural, bem como, da Secretaria da Juventude da União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes) Alagoas.

 

“Quando menina, eu escutava que o campo era um atraso e tinha vergonha de dizer que era daqui. A capacitação foi o divisor de águas na minha trajetória, pois percebi que eram preconceitos que eu mesma tinha e que haviam sido embutidos durante a vida. Hoje, me sinto parte daquilo que eu já era e enxergo uma qualidade de vida que jamais terei na cidade”, afirma.

 

Entre as principais conquistas de Fabiana como líder de cooperativa foi a de aumentar significativamente a participação feminina na organização. Conforme ela, 98% do público era masculino e através de um projeto em que os “homens se tornaram responsáveis por trazer suas esposas para a Cooperal”, hoje a maior parte dos associados são mulheres, e além de terem sua própria renda, ganharam autonomia.

 

“Foi um processo tímido e de muito diálogo para que as mulheres se conscientizassem de sua importância, de que não eram apenas coadjuvantes, mas peça fundamental do processo. Foi um movimento cultural, de quebrar barreiras, e hoje, uma traz a outra, empodera-a e ganham cada vez mais espaços”, ressalta.

 

Fabiana lembra que o apoio de outras mulheres foi essencial para suas vitórias no cooperativismo, e que assim como ela, poder inspirar demais pessoas lhe orgulha e lhe faz acreditar ainda mais no trabalho coletivo. “Somos mulheres, guardiãs, protetoras, nós que abrimos espaços, e é essa é a beleza do cooperativismo: tornar as pessoas humanas e dar oportunidade", frisa.

 

Para saber mais sobre a história de Fabiana Maria da Costa, escute o podcast, clicando no link abaixo:

https://anchor.fm/unnicafes-nacional/episodes/Pecsol-Jovem---Histria-de-Fabiana-Maria-da-Costa-e14s5dq

Texto: Daiane Benso/Ascom Unicafes Nacional
Foto: Arquivo pessoal

Fonte: UNICAFES
 
2021 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual